Centro Universitário Tiradentes

VESTIBULAR MEDICINA 2018.2
Edital

INSCREVA-SE

VESTIBULAR TRADICIONAL2018.2
EDITAL

INSCREVA-SE

Use sua nota ENEM
EDITAL

INSCREVA-SE

A UNIT CABE NO SEU BOLSO

SAIBA COMO

Agenda do Vestibular


30/maio - Término das inscrições
01/junho - Cartão de Inscrição
03/junho - 1º dia de prova para todos os cursos e Medicina, início às 13h.
04/junho - 2º dia de prova para Medicina, início às 13h.
07/junho - Divulgação do Resultado.

Engenharia Civil


O Curso de Engenharia Civil apresenta uma estruturação que tem por um lado a base no currículo tradicional da área e por outro, aspectos inovadores que refletem a proposta acadêmica da instituição como um todo. Os aspectos tradicionais estão ligados a disciplinas que desenvolvam competências e habilidades clássicas da Engenharia Civil e que estão presentes em praticamente todos os cursos de Engenharia ao redor do mundo guardando correlação com os primeiros cursos formais, notadamente o curso da ÉcoleNationaledesPonts et Chaussées de 1747.

Os aspectos inovadores, por seu turno, têm como base uma sólida formação humanística e científica, além da formação profissionalizante. A concepção visa sistematizar teorias, reflexões e práticas acerca do processo de formação profissional, além de traduzir a filosofia organizacional e pedagógica da unidade acadêmica, suas diretrizes e as estratégias de desenvolvimento e atuação a curto, médio e longo prazo.

Nessa direção, esse Curso visa formar profissionais com sólidos conhecimentos teóricos, metodológicos, éticos e políticos por meio de ações institucionais, pautadas na reflexão-ação-reflexão.

DIFERENCIAIS DO CURSO 
  1. Curso autorizado pelo MEC com Conceito 4;
  2. Excelente estrutura física e laboratorial;
  3. Corpo docente diferenciado e integrado prioritariamente por mestres e doutores com experiência acadêmica e profissional;
  4. Matriz curricular compatível com as necessidades do mercado;
  5. Adequada carga horária de Disciplinas Profissionalizantes;
  6. Adequada carga horária para estágio;
  7. Orientação e alocação profissionais através do Unit Carreiras;
  8. Associação teórico-prática contínua;
  9. Biblioteca com acervo atualizado e estrutura ergonomicamente planejado;
  10. Layout moderno, composta por salas de aulas e laboratórios.
  11. Oportunidades de monitoria e iniciação científica continuada.

Nova call-to-action

Características

  • Portaria Nº 382, de 27 de abril de 2017
  • Bacharelado
  • 4.240 horas
  • 10 semestres
  • Matutino e Noturno
Nas Pesquisas Anuais da Indústria da Construção (PAIC), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística -IBGE, verifica-se um crescimento constante da atividade no país. As pesquisas geraramquantitativos de empresas e mão-de-obra, salários, retiradas e outras remunerações, custos e valor das incorporações, obras e/ou serviços da construção.Dos resultados apresentados neste último PAIC divulgado, em 2010, referente ao ano de 2009, constatou-se que:
  • O universo de empresas com uma ou mais pessoas ocupadas na indústria da construção abrangeu em torno de 64 mil empresas ativas que empregaram cerca de 2,0 milhões de pessoas;
  • O gasto total com o pessoal ocupado correspondeu a 30,3% do total dos custos e despesas das empresas de construção, resultado superior à participação em 2008 (29,2%), e atingiu o valor de R$ 48,3 bilhões, dos quais R$ 31,8 bilhões foram em salários, retiradas e outras remunerações;
  • O salário médio mensal avançou 9,2%, passando de R$ 1.095, em 2008, para R$ 1.196, em 2009, porém em termos de salários mínimos houve ligeira queda de 2,7 para 2,6 salários mínimos mensais, que não deve ser entendida como perda de poder aquisitivo, mas sim como consequência do reajuste de 12,6% do valor do salário mínimo, que obteve ganho real de 7,9% entre esses dois anos;
  • As empresas de construção realizaram incorporações, obras e serviços no valor de R$ 199,5 bilhões, registrando em termos reais expansão de 12,1% na comparação com o ano anterior;
  • Excluindo-se as incorporações, o valor das obras e serviços da construção atingiu R$ 193,7 bilhões, sendo que deste montante R$ 85,5 bilhões vieram das obras contratadas por entidades públicas, que representaram 44,1% do total das construções, participação ligeiramente maior do que à verificada em 2008 (43,2%);
  • A receita operacional líquida avançou 12,0% em termos reais entre 2008 (R$ 154,6 bilhões) e 2009 (R$ 189,0 bilhões);
  • A atividade empresarial da construção foi influenciada positivamente por um conjunto de fatores diretamente relacionados com a dinâmica do setor, tais como:
    • Crescimento da renda familiar: o rendimento médio real cresceu 3,2% em 2009, segundo a Pesquisa Mensal de Emprego - PME, do IBGE;
    • Crescimento do emprego: conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - CAGED, do Ministério do Trabalho e Emprego, foram gerados 995,1 mil postos de trabalho com carteira assinada em 2009. No caso da construção civil, as admissões líquidas foram de 177,2 mil trabalhadores, acréscimo de 6,2% no total de trabalhadores neste setor;
    • Acréscimo no consumo das famílias: O aumento no consumo das famílias foi de 4,2%, segundo o Sistema de Contas Nacionais Trimestrais, do IBGE;
    • Expansão das obras realizadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento - PAC, que impulsionaram principalmente as obras de infraestrutura;
    • A redução do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI de diversos materiais de construção: O Decreto no 6.809, de 30.03.2009, reduziu para alíquota zero 30 tipos de materiais de construção (BRASIL, 2009);
    • Aumento do crédito: O total dos empréstimos e financiamentos realizados pelo sistema financeiro atingiu R$ 1 414,4 bilhões em 2009, um aumento de 15,2% em relação a 2008 (R$ 1 227,3 bilhões);
    • Maior oferta de crédito imobiliário;
    • Crescimento nos desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES: os desembolsos do sistema BNDES passaram de R$ 92,2 bilhões, em 2008, para R$ 137,4 bilhões, em 2009, dos quais R$ 48,7 bilhões foram destinados à infraestrutura, com destaque para os setores de transporte e energia elétrica (BNDS trimestral, 2010);
    • O crédito imobiliário vem apresentando nos últimos anos seguidos aumentos no valor e no número de unidades financiadas, explicados em grande parte pela expansão da renda e do emprego, maior segurança jurídica, ampliação dos prazos de financiamento e pela redução das taxas de juros;
    • Conforme dados do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo - SBPE, o valor dos financiamentos com recursos da caderneta de poupança passou de R$ 30,0 bilhões, em 2008, para R$ 34,0 bilhões em 2009, e o número de unidades financiadas teve acréscimo de 1,0%, passando de 299.746 para 302.680;
    • Os empréstimos cujas fontes são os recursos do Fundo de Garantia, do Tempo de Serviço - FGTS e que são destinados à construção, à reforma, ao saneamento, à urbanização e à aquisição de terrenos passaram de R$ 10,4 bilhões em 2008, para R$ 16,0 bilhões, em 2009, e o número de unidades financiadas cresceu de 287.837 para 427.587, incremento de 48,6%.

Faixa Salarial média mensal

  • Inicial R$ 4.000,00
  • Pleno R$ 14.000,00
O profissional egresso do Curso de Bacharelado em Engenharia Civil do Centro Universitário Tiradentes - Unit em função de sua formação generalista na área, ao concluir o curso, estará preparado para atuar como profissional liberal em qualquer nível de organização seja ela pública ou privada, de qualquer porte, podendo atuar na:Construção Civil - Projetar, construir, avaliar e reformar todo tipo de edificações como: edifícios residenciais, edifícios comerciais, instalações industriais, prédios públicos, estádios. Gerenciar obras e projetos na área de construção civil.
  • Estruturas - Projetar, construir, avaliar e reformar estruturas em concreto armado, aço, madeira ou qualquer outro material. Gerenciar obras e projetos.
  • Fundações - Projetar, construir, avaliar e reformar fundações em sapata e estacas. Gerenciar obras e projetos na área de fundações.
  • Hidráulica, Recursos Hídricos e Saneamento - Projetar, construir, avaliar e reformar instalações hidráulicas, barragens, sistemas de abastecimento de água, sistemas de esgotamento sanitário, emissários submarinos, estações de tratamento e gestão de bacias hidrográficas. Gerenciar obras, projetos na área de hidráulica, recursos hídricos e saneamento bem como avaliar impactos.
  • Transportes - Projetar, construir, avaliar e reformar estradas, pontes, portos, aeroportos, ferrovias.
  • Gestão - Análises operacionais e financeiras, elaboração de orçamentos e tomada de decisão.
  • Concepção, planejamento e execução da infraestrutura necessária ao desenvolvimento da sociedade;
  • Edifícios, pontes, túneis, indústrias, portos, barragens, estradas e sistemas de saneamento;
  • Proposição de métodos e técnicas construtivas;
  • Pesquisador;
  • Professor.

FACILIDADES PARA VOCÊVEJA COMO É FÁCIL ESTUDAR NA UNIT AL

SEGURO EDUCACIONAL GRATUITO

PERDEU O EMPREGO? A FACIPE COBRE ATÉ SEIS MESES DO SEU CURSO. Em caso de morte do responsável financeiro, o seguro cobre todas as mensalidades, até a formatura.* * Consulte regulamento.

O Seguro Educacional do Grupo Tiradentes trata­se de um programa de cobertura das mensalidades restantes do semestre ou até o término do curso, em cursos ofertados pelas instituições de Ensino vinculadas ao Grupo Tiradentes nos casos de desemprego, falência de empresa, incapacidade física temporária por acidente do aluno ou de seu responsável financeiro e de morte por qualquer causa do responsável financeiro.

O presente programa será regulado unicamente por este instrumento, conforme os seguintes itens:
Confira Regulamento completo

Quais são os pré-requisitos para requerer o benefício em caso de desemprego?

Além dos já citados, o aluno ou responsável financeiro precisa comprovar que:

  • Permaneceu empregado nos últimos 12 meses antes da data do sinistro, com jornada minima de 30 horas semanais;
  • Não está cumprindo Aviso Prévio, ininterruptamente pelo mesmo empregador ou, se por mais de um empregador, comprovar que o período de inatividade acumulado nos últimos 12 meses não tenha sido superior a 30 dias;
  • Não pode ter sido demitido por nenhum programa de desligamento voluntário ou por justa causa;
  • O Seguro para desemprego não vale para as seguintes atividades: estagiários, profissionais com contrato de trabalho temporário, provisório ou por prazo determinado, aposentados que não estejam exercendo atividade profissional com registro em carteira, proponentes em período de experiência, pensionistas e profissionais liberais.

E para requerer o benefício em caso de falência?

Será preciso comprovar status de recuperação judicial decretada da empresa durante a vigência do seguro. Mas atenção: a empresa precisa estar em funcionamento há pelo menos um ano, e o aluno ou responsável pelo pagamento das mensalidades deve ser sócio diretor.

Quais os requisitos para requerer o benefício em caso de incapacidade física temporária?

O aluno ou responsável financeiro deverá permanecer afastado de suas atividades por mais de 15 dias ininterruptos, contados a partir da data do afastamento.

Os alunos que têm algum financiamento ou bolsa terão direito ao seguro?

Os alunos financiados e bolsistas parciais terão direito às coberturas. Para os bolsistas integrais não há necessidade.

Que documentos que precisam ser apresentados para solicitar o benefício?

Os documentos relacionados à comprovação do sinistro (carteira de trabalho em caso de desemprego; atestado de recuperação judicial em caso de falência de empresa; atestado médico em caso de incapacidade física temporária e atestado de óbito em caso de morte); Se o responsável financeiro não for o próprio aluno, é preciso comprovar que o sinistrado era o responsável financeiro pelas mensalidades (declaração de imposto de renda, extrato bancário constando pagamento das mensalidades, cópias de cheques destinados ao pagamento das mensalidades). E se o sinistro ocorrer no período de férias? Será considerado aluno não matriculado aquele que não tiver efetuado a matrícula a té a data de encerramento da primeira etapa, de acordo com o prazo divulgado no calendário acadêmico.

Quem não tem direito ao benefício?

Além dos estudantes não matriculados ou inadimplentes, não terão direito ao Seguro Educacional os alunos ou responsáveis financeiros que: Tenham 65 anos ou mais; Sejam bolsistas integrais, a exemplo dos alunos do Prouni; Se caracterizem como pessoas absolutamente incapazes, de acordo com a legislação civil; Ingressem na instituição já na condição de aposentados por invalidez ou afastados de suas atividades profissionais por motivo de doença; Atuem nas seguintes profissões: motoboys; seguranças ou vigilantes; peões de rodeio; atletas profissionais de esportes radicais, aéreos, aquáticos, na neve, montanhismo, automotores, lutas de quaisquer tipos; trabalhadores de cooperativas agrícolas; operadores de motosserra e maquinários pesados e empregados da indústria de explosivos.

ESTUDE NA FACIPE COM O PROUNI

O ProUni oferece a estudantes brasileiros de baixa renda bolsas de estudos integrais e parciais (50% da mensalidade). Na Facipe, todas as vagas são para bolsas integrais. Podem concorrer os alunos que cursaram o ensino médio em escolas públicas ou, na condição de bolsistas, em escolas particulares. Podem participar ainda pessoas com deficiência e os professores da rede pública que estejam exercendo a profissão.

Acesse o site do Prouni e escolha a UNIT-AL e faça o seu cadastro!


Foi aprovado? Então inscreva-se no vestibular!


Prepare seus documentos! Apresente a sua documentação necessária na UNIT-AL e faça sua matrícula.


Quem pode participar? O programa é para candidatos que não têm diploma de curso superior e que fizeram o Enem de 2015, obtendo no mínimo 450 pontos na média das notas do exame e nota acima de zero na redação.

IMPORTANTE! PARA CONCORRER ÀS BOLSAS INTEGRAIS O candidato deve ter renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.

  • Ter cursado o ensino médio completo em escola pública.
  • Ter cursado o ensino médio completo em escola privada na condição de bolsista integral da própria escola.
  • Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola pública e parcialmente em escola privada, na condição de bolsista integral da escola privada.
  • Ser pessoa com deficiência.
  • Ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública para concorrer a bolsas exclusivamente dos cursos com grau de licenciatura. Nesse caso não há requisitos de renda.

FINANCIE OS SEUS ESTUDOS COM O FIES

O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) é um programa criado pelo Ministério da Educação que tem como objetivo dar a oportunidade para estudantes da graduação presencial de financiar o curso.

Além de facilitar o ingresso na Universidade, o financiamento possibilita a continuidade dos estudos aos alunos que já estão matriculados.

O FIES passou a ser um processo seletivo semelhante ao PROUNI, o candidato deve ter feito o Enem e utilizar sua nota para se inscrever, no período determinado pelo MEC.
Pode participar do processo seletivo o candidato que:
Tenha participado do Exame do Ensino Médio - Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritimética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota da redação superior a 0. Possua renda familiar mensal bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Encontre as respostas às principais dúvidas sobre o financiamento:

Até quando posso solicitar?
Prazo para inscrição se dá através de edital disponibilizado pelo MEC.

O Fies é pra você
Candidatar-se ao FIES é simples, confira as regras no site http://fiesselecao.mec.gov.br/.

Como pagar
O pagamento será feito em três fases:

1. Fase de utilização no período de duração do curso você pagará o valor máximo de R$ 150,00 a cada três meses. A taxa é referente ao pagamento de juros incidentes sobre o financiamento.

2. Fase de carência após concluir o curso você terá 18 meses de carência para recompor seu orçamento. Nesse período pagará o valor máximo de R$ 150,00 a cada três meses.

3. Fase de amortização depois do período de carência, o seu saldo devedor será parcelado em até três vezes o período financiado do curso, acrescido de 12 meses. Desta forma, se você financiou um curso com duração de quatro anos, terá 13 anos para pagar o seu financiamento.

Apresentar cópia dos seguintes documentos:

  • 1. Comprovante de Inscrição FIES/FNDE
  • 2. Documento de identidade (RG para maiores / Certidão de Nascimento para menores de idade)
  • 3. CPF
  • 4. Histórico Escolar do aluno (Ensino Médio)
  • 5. Comprovante de residência (atual) em nome do aluno ou de um dos membros do grupo familiar
  • 6. Comprovante de renda Assalariados: 6 últimos contra cheques, Autônomos: Decore ou GPS dos 3 últimos meses, Aposentados: Extrato do INSS mpas.gov.br

Caso você se encaixe em algumas das situações abaixo, os seguintes documentos podem ser necessários:

  • 1. Carteira de trabalho (somente maiores de 18 anos) foto/qualificação civil/contrato de trabalho do último vínculo e a próxima página em branco
  • 2. Imposto de Renda (para quem declara)
  • 3. Declaração de Casamento ou Divórcio (do aluno e dos membros do grupo familar), se for o caso
  • 4. Declaração de União Estável (com firma reconhecida em cartório) do aluno ou do grupo familiar caso não possua o item acima, se for o caso
  • 5. Certidão de Óbito caso um dos pais não façam do grupo familiar, se for o caso
  • 6. Declaração de não convivência (com firma reconhecida em cartório), se for o caso

FINANCIAMENTO ESTUDANTIL FACILITADO

O Financiamento Estudantil Facilitado é uma iniciativa que vai ajudar você a conquistar o sonho de uma educação superior de qualidade.

E como o próprio nome diz, o processo é simples e ágil. Com o FIEF você não tem burocracia, não paga juros e também não precisa de nota do ENEM. Basta se matricular e acessar o botão abaixo:

Saiba mais

O QUE DIZEM SOBRE NÓS?
PARA VOCÊ QUE BUSCA ALGO MAIS COMPLETO!

MELHOR ESTRUTURA

MELHOR ESTRUTURA

A melhor estrutura de Alagoas para seu conforto e aprendizado com acesso completo à Biblioteca e mais de 150 laboratórios.
BOLSAS ESTUDANTIS

BOLSAS ESTUDANTIS

Bolsas de monitoria de até R$ 345,00 e bolsas de iniciação científica incentivando à formação de novos pesquisadores.
EXPERIÊNCIAS INTERNACIONAIS

EXPERIÊNCIAS INTERNACIONAIS

Oportunidades de aprendizado fora do Brasil com programas de intercâmbio e do Tiradentes Institute em Boston.
INSTITUIÇÃO RECONHECIDA!

INSTITUIÇÃO RECONHECIDA!

A Unit é recomendada pela excelência por orgãos como MEC, CAPES, CNPQ, FAPITEC e orgãos fomentadores de pesquisa.

CONHEÇA O UNIT AL CARREIRAS
VOCÊ NO MERCADO DE TRABALHO

Planeje
Parceiros
Capacitação
SIMULAÇÃO DE ENTREVISTA

SIMULAÇÃO DE ENTREVISTA

Colocar os alunos mais perto da realidade do mercado de trabalho.

ANÁLISE DE PERFIL

ANÁLISE DE PERFIL

Avaliação de Perfil Comportamental individualizado.

PLANO CARREIRA

PLANO CARREIRA

Cursos, dicas e ajuda para estabelecer seu plano de carreira.

PALESTRAS DE APERFEIÇOAMENTO

PALESTRAS DE APERFEIÇOAMENTO

Palestras com foco no aperfeiçoamento pessoal.

Centro Universitário Tiradentes
0800 729 2100